Skip to content

Atividade

Registador de dados Python

Avançado | Python | Acelerómetro, Interface USB, Rádio | Energia, Forças, Gestão de dados, Meteorologia, Ondas rádio, Sensores

Passo 1: Faz tu mesmo

O que é isto?

Usa o micro:bit como um registador sem fios que grava leituras dos sensores.

micro:bit atravessado pelos eixos X, Y e Z, ao lado de um gráfico com dados registados

Como é que funciona

  • Descarrega o programa transmissor num micro:bit com o suporte de pilhas ligado, agarrado a algo que se move (dentro de um lavador de saladas, por exemplo) ou para ser atirado ao ar. O transmissor mede constantemente as leituras do acelerómetro referentes às forças das 3 dimensões (eixos x, y e z) e transmite-as via rádio.
  • Liga o micro:bit receptor a um computador e descarrega nele o programa registador usando a app do editor Mu Python.
  • Este micro:bit recebe os dados do acelerómetro e envia-os em série ao teu computador. Clicka no botão "Plotter" no Mu e deves começar a ver o gráfico dos dados das leituras em tempo real a aparecer no ecrã.
  • Inclina o sensor micro:bit para cada um dos lados e vê como as leituras de cada eixo vão mudando. Atira-o ao ar, gira-o, centrifuga-o no recipiente para lavar saladas: o que vês?
  • O Mu grava os dados numéricos num ficheiro CSV (valores separados por virgulas) na pasta inicial do teu computador. Vê em "mu_code" e depois na pasta "data_capture".
  • Podes analizar o ficheiro CSV abrindo-o num software de folha de cálculo. Se elimiinas a segunda e terceira coluna, deixando apenas a primeira, ficas com uma folha de cálculo que te mostra apenas a relação das forças com o tempo que passou.
folha de cálculo e gráfico de linhas criados a partir das leituras do acelerómetro

Do que é que precisas

  • 2 micro:bits e um suporte de pilhas
  • computador portátil ou desktop para gravar dados
  • App do editor Mu Python: https://codewith.mu/
  • lavador de saladas (opcional)

Passo 2: Cria o teu código

Sensor / transmissor

Receptor / registador

Passo 3: Melhora-o

  • Usa este método para gravar remotamente outras leituras dos sensores micro:bit, como de temperatura, de luz ou da bússola magnética.
  • Faz uma experiência de física que mede as forças que atuam no micro:bit enquanto ele gira no lavador de saladas (centrifugador). Vês aquilo que imaginaste que aconteceria? (Tem em conta que o acelerómetro do micro:bit só pode ler forças até 2g, o dobro da força da gravidade da Terra - se rodares demasiado depresa podem ocorrer forças que são grandes demais para ser registradas.)